se Brz EMR - Reefer Container Brasil: Vistoria Básica para Conferentes
back to top

Vistoria Básica para Conferentes

1 Vistoria Básica para Conferentes Container Nos primórdios da navegação marítima, toda mercadoria era transportada em tonéis. O tonel, por ser uma embalagem resistente e de fácil manuseio, foi o sistema ideal que nossos antepassados encontraram para enfrentar as grandes dificuldades existentes nas operações de embarque e desembarque.
2 Vistoria Básica para Conferentes Container Padrão Um container padrão mede geralmente 6 ou 12 metros de comprimento, com 2,4 de largura e altura. O container padrão tem cantoneiras reforçadas, molduras de aço rígido, painéis de encaixe.
3 Tipos de vistoria ON-HIRE: Quando o armador aluga o CNTR de uma CIA. Leasing ou de outro armador (Sub-Leasing). Nesta vistoria é utilizado o critério IICL. IN-SERVICE: Após vistoria ON-HIRE e o CNTR estar inserido na frota do armador. Notar que no In-Service temos que usar o critério do armador, que nem sempre segue as normas do IICL, afinal muitos armadores possuem critério próprio afim de reduzir custos e tempo de reparo para estar atendendo seu cliente, o vistoriador para isso terá que estar ciente de todas as medidas e situações que possam ocorrer na vistoria. Atualmente um dos critérios mais adotados na vistoria pelos armadores é o UCIRC (unified container inspection and repair criteria ), sendo que os Cntrs devem ser reparados dentro dos critérios do IICL se solicitado pelo armador.

4 Tipos de vistoria SIDE SHIP: Vistoria realizada ao lado do navio nas operações de descarga e embarque. Neste tipo de vistoria temos que lembrar que existem embarques e descargas de Cntr(s) cheios, e vazios sendo eles no estado ( OK ) ou no estado (avariado). No visual Cheking são verificados os lacres e avarias de grande porte, não sendo assim responsabilidade de qualquer Terminal Portuário a confecção de estimativas de Reparo, somente é emitido quando necessário o DAMAGE REPORT. UNDER-REPAIR Vistoria efetuada durante o reparo do container, e serve para assegurar ao armador que os reparos solicitados estão seguindo o critério do IICL quanto a forma de execução e material utilizado.
5 Tipos de vistoria POST-REPAIR Vistoria efetuada após o reparo do container, essa vistoria serve para assegurar ao armador que os reparos solicitados nas estimativas foram feitos dentro dos padrões IICL. VISTORIA DE LACRES Essa vistoria é muito pouca usada, solicitada em geral por um Armador ou Cliente (Importador) em unidades descarregadas cheias, também efetuada no costado ou no gate out do terminal portuário finalidade a conferência dos lacres.
6 Tipos de vistoria VISTORIA DE CARGA/ESTUFAGEM/CONJUNTA Vistoria que pode ser efetuada quando solicitado pelo importador/exportador no ato da unitização/desunitização do cntr, ou após a desova em um questionamento de responsabilidades de avarias. OFF-HIRE Esta vistoria é efetuada na devolução da unidade que foi locada no momento do ON-HIRE, como na locação também é utilizado o critério IICL. Lembrar que no off-hire a C&A. Leasing ou o armador que estará recebendo a unidade irá comparar com a 1 vistoria(on-hire), e que a única avaria que não será cobrada é a de WT( Wear and Tear- desgaste natural do tempo )
7 Postura do Conferente Conferente de Costado: Conferir e apontar as avarias que possam comprometer a integridade física do contêiner/carga, garantindo assim que o Terminal Portuário receba unidades em boas condições. Conferente de Costado: Nesta Operação o Conferente deve ficar atento quanto a movimentação de carretas, contêineres e equipamentos e também quanto a provável queda de peças.
8 Qual a diferença entre Avaria e Dano? Avaria é qualquer modificação, alteração, deformação: ocasionada na embalagem-contentor-recipiente, que envolva mercadoria. Desta forma pode se classificar a avaria como somente superficial, pequeno, médio e grande porte. Dano é o custo financeiro gerado de acordo com a classificação da avaria, onde seja identificada a perda, deformação, ou inutilização da mercadoria.
9 Avarias Mais Comuns em Visual Cheking em Terminal Portuário Avaria Física; Avaria Física com Suspeita de Danos/Falta de Conteúdo; Avaria Notória por Falta de Lacre; Avaria Notória por Divergência de Lacre; Avaria Notória por Falta de Componente.
10 Avarias Mais Comuns em Movimentação Dent (DT) Amassado de Fora para Dentro; Bent (BT) Amassado de Dentro para Fora; Hole (HO) Furo; Cut (CT) Cortado; Missing (MS) Faltando; Loose (LS) Solto Broken (BK) Quebrado; Wear and Tear (WT) Desgaste Natural Corrosão;

Nenhum comentário :