se Brz EMR - Reefer Container Brasil: Testes do Alternator e Excitação
back to top

Testes do Alternator e Excitação

TESTE 1 Alternador e Sistema de Controle da Excitação
  
  1. Conectar um jumper no fio vermelho no BR2 à massa (CH).
  2. Desconectar F1 e F2. Usando um jumper, conectar F2 a um bom massa.
  3. Conectar uma garra da lâmpada no fio 2, fonte de 12 VDC. A outra garra será usada depois.
  4. Ligar a chave on/off do genset. Rpm deve ser 1890 ± 10 RPM (sem carga). Tensão estará presente na saída do alternador.
  5. Conectar a garra livre da lâmpada ao F1. Uma pequena mudança no som do motor deve ser percebida devido ao aumento da tensão e excitação.
CUIDADO: Se o motor diminuir a rpm ou emitir fumaça preta, há um curto circuito no alternador ou nos circuitos de saída. Neste caso, desconectar a lâmpada e desligar o motor. Ver os Testes 7 e 8.
  1. Medir a tensão de saída do alternador nos fios L1 - L2, L1 - L3 e L2 - L3. A tensão estará normal entre 460 e 500 VAC.
Baixa saída de tensão indica um problema no campo do excitador ou no alternador. (ver Testes 7 e 8).
  1. Tensão de saída normal indica que o alternador na maioria das vezes esta em boa condição. Algumas unidades apresentam tensão próxima da normal mesmo com um diodo rotativo defeituoso. Um diodo rotativo defeituoso poderá diminuir a capacidade de partida do alternador. A tensão da bateria deve indicar CARREGANDO. Se não, o transformador, retificador BR1 ou diodo D6 está defeituoso. (ver Testes 4, 6 e 7). 
TESTE 2 Regulador de Voltagem e Circuito Excitação Inicial

Teste Rápido do Regulador de Voltagem
  1. Desconectar o plugue do regulador de voltagem.
  2. Dar partida no motor.
  3. Esperar pelo menos 15 segundos. A seguir conectar a lâmpada nos fios vermelho e verde do adaptador.
Se o alternador agüentar a carga e trabalhar normalmente, então o regulador de voltagem está defeituoso. Trocar regulador de voltagem.
Se o alternador agüentar a carga, pare o motor. Remover a lâmpada e conectar regulador de voltagem ao circuito. Vá para o Teste Inicial do Circuito Excitador’.

Teste do Circuito de Excitação Inicial

1. Remover CN2 da Relay Board para prevenir que o circuito de segurança pare o motor.
2. Remover o relê de partida para que o motor não seja acionado.
3.  Ligar a chave ON / OFF.
4. Esperar 15 segundos e usando um voltímetro DC, medir a tensão nos seguintes pontos:
NOTA: Tensão nominal pode variar ± 10% dependendo da tensão da bateria.

# fio 8 no CN1 da Relay Board: 12 VDC
Sem voltagem indica fuse link, diodo D4, CB1 ou chave ON / OFF.
# fio 7A na barra de terminais: 12 VDC
Sem voltagem indica relê (PR) ou Relay Board defeituosa.
# fio 1A na barra de terminais: 11 VDC
Sem voltagem indica falha diodo D5.

Fio GRN no retificador BR3: 9 VDC
Sem voltagem indica falha regulador de voltagem. Alta voltagem indica regulador de voltagem pode ter falhado na posição tensão máxima ou circuito de campo aberto (Teste 7).

Fio F1 no retificador BR3: 8 VDC
Sem voltagem indica diodo D7 aberto (parte do retificador BR3 Teste 6).

Fio F2 no CN1 da Relay Board: 1 VDC
Sem voltagem aqui indica bobina de campo aberta dentro do alternador. Alta voltagem indica relê de campo desenergizado ou falha na Relay Board.

5. Desligar a chave ON / OFF.
6. Reconectar CN2 à Relay Board.
7. Reinstalar o relê de partida.
8.  Ligar a chave ON / OFF.
  1. Não aplique carga. Esperar até o display sair da tela ‘AC Delay’. Voltagens:
     a. # fio 8 da Relay Board: 13.5 VDC
     b. # fio 1A na barra de terminais: 14 VDC
     c. Fio GRN na BR3: 3 - 5 VDC
     d. Fio F1 na barra de terminais: 2.5 - 4 VDC
NOTA: As voltagens acima indicam que a saída do alternador está diminuída pelo transformador TRF1 e retificada pelo retificador (BR1) dessa forma aumentando a voltagem no fio 1A e fazendo com que a saída do regulador voltagem (VR) responda corretamente pelo aumento da saída no fio GRN.


10.  Aplicar carga ao alternador. Voltagem mais alta ou baixa do que o normal no F1 indica falha regulador de voltagem. Trocar regulador de voltagem. Se a saída do alternador ainda for alta ou baixa, ou se a voltagem no F1 não estiver correta, verificar o circuito de campo (ver Teste 7) Voltagens devem ser conforme abaixo:
     a. # fio 8 na Relay Board: 13 VDC
     b. # fio 1A na barra de terminais: 14 VDC
     c. Fio GRN no BR3: 8 VDC
     d. F1 na barra de terminais: 7.25 VDC

NOTA: Uma falha no regulador de voltagem na posição máxima irá causar alta voltagem no alternador e irá fazer a Relay Board parar a unidade através do circuito de sobrecarga do circuito de campo.

  1. A corrente do circuito de campo pode ser medida com um amperímetro DC. Sob condições normais, a corrente de campo deve estar entre 1.5 a 2.5 A. Se a corrente for muito alta ou muito baixa, verifique novamente a rpm do motor. Se a rpm estiver correta, Trocar o regulador de voltagem. Se a corrente ainda não estiver correta verificar o circuito de campo (ver Teste 7)
NOTA: O regulador de voltagem usado no gerador, TK P/N 44-3345.

TESTE 3 Retificador (BR1) e Transformador (TRF1)

Se o retificador falhar completamente, o regulador de voltagem não receberá o aumento de voltagem fora do BR1. A baixa voltagem (bateria) no circuito 1A chaveia o regulador para aumentar a corrente de campo e portanto eleva a saída do alternador, eventualmente abrindo a Relay Board pelo excesso de corrente de campo e desligando o gerador. Um retificador defeituoso também irá causar uma descarga no amperímetro. A condição de sem carga poderá ser causada por outros defeitos.

Testando o retificador (BR1)
  1. Conectar um voltímetro DC ao terminal 1A na barra de terminais.
2. Remover o rele de partida durante o teste.
  1. Mover a chave ON / OFF para a posição ON. O voltímetro deverá indicar leitura de 10 a 11 VDC (1.5 VDC menos que a voltagem da bateria).
  2. Mover a chave ON / OFF para a posição OFF. Reinstalar o relê de partida.
  3. Mover a chave ON / OFF para a posição ON para dar partida no genset. A voltagem deve subir para aproximadamente 14.5 volts (dependendo do estado de carga da bateria). Isto indica que o retificador (BR1) e o transformador (TRF1) estão funcionando.
Se a voltagem não subir, usando um amperímetro AC, verificar a voltagem através de (X1-X2), (X2-X3), (X3-X1). Os valores corretos são aproximadamente 12 a 13 VAC.
  
TESTE 4 Circuito Booster

O circuito booster é utilizado quando o gerador inicia a produzir carga.
  1. Desconectar o regulador de voltagem e instalar o adaptador Motorola em seu lugar. Conectar uma garra da lâmpada ao fio 2 da relay board curse (#2 fonte de 12 VDC). A outra garra deve ser conectada ao fio verde do adaptador Motorola.
  2. Conectar um voltímetro DC nos fios verde e preto do adaptador Motorola para medir a voltagem do excitador de campo.
  3. Ligar um contêiner ao gerador e ligar a chave. O setpoint deve estar a -18 ºC para a unidade ligar imediatamente.
  4. Conectar uma garra da lâmpada ao fio verde do adaptador Motorola e ligar a chave do genset. O voltímetro deve indicar 5 VDC.
  5.  O contêiner deve partir e a voltagem aumentar de 5 volts para 10 a 12 ou possivelmente maior, a seguir cair para aproximadamente 7 VDC à medida que o alternador absorve a carga. Se a voltagem de campo não aumentar quando o gerador tentar absorver a carga ou se não absorver a carga, o sistema booster não está funcionando adequadamente.
  6. Desligar o contêiner. Ligá-lo novamente e observar o voltímetro e a voltagem de saída do alternador. A voltagem do campo deve subir momentaneamente à medida que a unidade iniciar a partida, e a saída do alternador não deverá cair abaixo de aproximadamente 360 Volts. Se a voltagem requerida do booster voltagem não presente, verificar a corrente do retificador (BR2) (Teste No. 6).
  7. Se a corrente do retificador (BR2) estiver ok, repetir o teste verificando a voltagem AC em (X1-X2), (X2-X3), (X3-X1) no retificador do booster (BR2). Se a voltagem normal subir (10 a 12 VAC) e não estiver presente no transformador (TRF2), trocar o transformador.
 TESTE 5 Circuito Carregador de Bateria

NOTA: Antes de testar o circuito carregador de bateria, funcione o gerador para deixar seus componentes na temperatura normal.

Se o amperímetro do genset indicar sem carga da bateria ou com baixa carga, teste o retificador (BR1) (Teste 3) para assegurar que o retificador está fornecendo a voltagem adequada ao carregador de bateria (14.6 ± 0.2 VDC). Se a voltagem do retificador estiver correta, usando um voltímetro DC, verificar a voltagem nos seguintes pontos com genset funcionando.
  1. Fio 1A na barra de terminais: 14.6 ± 0.2 VDC
  2.  No diodo D6 e resistores R1 e R2: a voltagem deve ser 0.8 a 1.0 VDC menor do que a leitura anterior do item 1, indicando que o diodo D6 está conduzindo. Uma diferença grande indica que o diodo esta com circuito aberto.
  3. Fio 2A1 na barra de terminais: Haverá uma pequena queda de voltagem através dos resistores R1 e R2 (0.5 VDC). Se a bateria nunca recebe corrente de carga, então provavelmente os resistores estão abertos.
O único método confiável de teste dos resistores é dessoldar ambos de seus circuitos e medir a Resistência com um ohmmímetro.

NOTA: A temperatura ambiente e a carga da bateria irão afetar a queda de tensão através dos resistores R1 e R2.
Se a bateria descarrega enquanto o genset não é usado, verificar o diodo D6 (Teste 6). Provavelmente curto circuito. Excesso de carga da bateria normalmente causado por falha do regulador de voltagem. O regulador de voltagem controla a voltagem do alternador AC e de carga da bateria de maneira que uma sobrecarga na bateria é usualmente acompanhada por voltagem de saída mais alta do que o normal. Se este é o caso, trocar o regulador.

TESTE 6 Diodos Individuais e Pontes Retificadoras

Para testar diodos e retificadores, tenha sempre em mente que, o diodo ou retificador deve estar isolado do circuito que eles estão conectados. Se não fizer isto, poderá existir um problema de retorno que irá indicar um diodo defeituoso quando não está.

TESTE 7 Condição do Circuito do Excitador de Campo

  1. Desconectar os fios F1 e F2 da relay board. Medir a resistência do circuito de campo (F1 ao F2). O valor padrão é: 2.37 ohms ± 10% a 25° C.
  2. Medir F1 ou F2 á massa (GND) para verificar possíveis curto das bobinas com a massa.
  3. Reconectar os fios.

TESTE 8 Estator Principal do Alternador, Retificador Rotativo, Armadura de Campo Rotativa e Campo Principal do Alternador

Estator Principal do Alternador

  1. Desconectar os fios do estator do controle de excitação e verificar a continuidade entre os pares: T1-T4, T2-T5, T3-T6, T7-T10, T8-T11, T9-T12. A resistência entre qualquer dos pares acima deve ser 0.1236 a 0.1366 ohms a 25° C.
  2. Usando um megometro, verificar o isolamento entre cada par de fios.
  3. Remover a tampa traseira do alternador para fazer os testes faltantes.

Retificador Rotativo

Seis diodos retificador montados no retificador rotativo, 03 são positivos e 03 são negativos.
  1.  Desparafusar as conexões de cada diodo.
  2.  Desconectar as pontas do alternador principal que conectam aos diodos excitadores com ferro de solda.
  3. Verificar cada diodo nas duas direções (ver o Teste 6).

Armadura do Excitador Rotativo

  1. Com as pontas do retificador ainda desconectadas, teste as seguintes combinações de pontas: CR6-CR4, CR3-CR1, CR3- CR2, CR6-CR5, CR5-CR4, CR2-CR1. As leituras devem ser de: 0.645 ± 10% a 25° C.
  2. Usando um megometro, verificar cada par de pontas do motor.

Campo do Alternador Principal

  1. Medir a resistência do campo do alternador principal. Valor padrão deve ser: 2.475 a 3.025 ohms
  2. Medir o campo principal ao rotor ou à massa com o megometro.